OTÁVIO CORAL
Quem será que mora em mim?
Capa Textos Áudios E-books Fotos Perfil Contato
Textos

RECEPÇÃO

 

Quando a porta abriu-se

uma clarividência suave

surpreendeu o poeta.

Era aquele sorriso pleno

que surgia como uma flor

aberta num dia de sol.

Era o convite caloroso

para uma entrada venturosa.

Era o prólogo do abraço

sem fim, extremado.

Era a aproximação dos corpos

numa enorme euforia.

A porta fechou-se em silêncio

para que todos os carinhos explodissem.

 

 

 

ler pelo site do escritor

 

 

Otávio Coral
Enviado por Otávio Coral em 23/01/2023
Comentários
Capa Textos Áudios E-books Fotos Perfil Contato